Publicada em

20/12/2011

Lydia Cardoso De Oliveira

75 – Engenharia, saúde e meio ambiente: as obras e as interpelações análise local: vila torres, Curitiba (PR)

Resumo

O presente estudo examina a relação entre obras de engenharia de infraestrutura com a saúde e o meio ambiente em um cenário urbano de população de baixa renda. Trata-se de uma análise local onde o objetivo é compreender essas relações a partir do entendimento da comunidade. Sua dinâmica é tratada pela temática habitação de interesse social estabelecida por políticas intersetoriais entre setor público e setor privado, articulada a uma gestão pública mais participativa junto à sociedade. Reconhece como diferencial o modelo estabelecido entre setor público e setor privado que traz benefícios à cadeia técnico-social-econômica intrínseca em uma sociedade e, que impulsiona o processo de desenvolvimento equitativo e o processo de construção da condição de cidadania de toda a sociedade. O referencial teórico serviu como subsídio para contextualizar a dinâmica interdisciplinar que envolve esse cenário. Os resultados qualitativos partiram do desenvolvimento de uma metodologia condicionada ao uso das ferramentas: epidemiologia ambiental sob as considerações de fatores de risco e percepção ambiental através de entrevistas e imagens. Seus resultados são traduzidos à compreensão como: auto-estima; valorização; pertencimento a Cidade. Baseado nesta compreensão foi possível concluir que obras de engenharia de infraestrutura urbana promovem ambientes saudáveis e melhorias na qualidade de vida do indivíduo e do meio e estão diretamente ligadas aos resultados positivos na saúde pública. Por fim, conclui que entender essa dinâmica interdisciplinar é essencial na atualidade e nos coloca diante de que a engenharia está não apenas nas construções mas também ocupa uma função importante na saúde, na qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente, frente a uma formação mais humanística e consciente das necessidades do país e em prol de seu desenvolvimento.

Abstract

The present study examines the relationship between engineering infrastructure works for the health and environment in an urban setting of low-income population. This is an analysis where the goal is to understand these relationships from an understanding of the community. Its dynamics is treated by the thematic social housing established by intersectoral policies between public and private sector to articulate a more participatory governance in the society. Recognizes the model set as a differential between public and private sector that benefits the entire chain technical-economic-social intrinsic in a society, and that drives the process of equitable development and construction process of the condition of citizenship of the whole society. The theoretical served as support for interdisciplinary contextualize the dynamics involved in this scenario. The qualitative results departed from the development of a methodology subject to the use of tools: environmental epidemiology in the considerations of risk factors and environmental awareness through interviews and pictures. Their results are translated to an understanding as self-esteem enhancement, belonging to the City. Based on this understanding was concluded that engineering works of urban infrastructure promoting healthy environments and improvements in quality of life of the individual and the environment, and are directly linked to positive outcomes in public health. Finally, it concludes that understanding these dynamics is essential in the current interdisciplinary and presents us with that engineering is not just the buildings but also plays an important role in health, quality of life and environment compared to a training more humane and aware of the needs of the country and in favor of its development.

Data da defesa: 20/12/2011

Banca Examinadora

Orientador (a): Tânia Lúcia Graf de Miranda (Lactec)
Membro da Banca: Marcelo Rodrigues Bessa (Lactec)
Membro da Banca: Omar Sabbag Filho (UFPR)
Membro da Banca: Carlos Eduardo Belz (UFPR)
Membro da Banca: Paulo Henrique Battaglin (UNINTER)

Palavra(s)-Chave: Obras de infraestrutura urbana, Habitabilidade, Intersetorialidade, Desenvolvimento, Saúde, Meio ambiente.

Keywords: Urban infrastructure works, Habitability, Intersectoriality, Development, Health, Environment.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.