Publicada em

27/03/2023

Alynne Penha de Mendonça Silva

365 – Proposição e análise de modelos de negócios para recarga de veículos elétricos em eletropostos no Brasil

Resumo

A mobilidade elétrica tem sido um tema central ao longo das últimas décadas no quadro do desenvolvimento sustentável, pois para cumprir as metas de descarbonização estabelecidas por diversos países para os próximos anos, incluindo o Brasil, o apoio a soluções mais sustentáveis para o transporte é fundamental. No entanto, sem uma infraestrutura de carregamento eficiente, abrangente e de alto desempenho, é impossível atingir a grande massa de condutores de veículos para o mercado de VEs, sendo essencial identificar os principais modelos de negócios adotados pelos atores ao longo da cadeia de valor da infraestrutura de recarga pública e privada. O presente trabalho elabora dois modelos de negócios para recarga de veículos elétricos em eletropostos adequados ao contexto do Brasil, usando o Business Model Canvas e considerando os principais atores da cadeia de valor da infraestrutura de recarga, o Operador do ponto de Carregamento (CPO) o Provedor de Serviços para Mobilidade Elétrica (eMSP). A análise da viabilidade dos modelos de negócios é realizada em dois cenários de projeção para eletromobilidade no país, no horizonte temporal de 2022 a 2050, a partir da análise do Fluxo de Caixa em cada cenário através de indicadores (VPL, TIR, IL), afim de definir as condições que devem ser atendidas para que um investimento e instalação de carregadores de VEs seja rentável. O estudo mostrou que apenas o modelo de negócio do Provedor de Serviços para Mobilidade Elétrica foi viável no cenário alternativo, que conta com a aplicação de políticas de incentivo fiscal do governo. O modelo de negócio do Operador do Ponto de Carregamento não foi viável em nenhum cenário devido aos altos custos de aquisição, instalação e operação dos eletropostos, e do preço da energia. A análise indica a necessidade de incentivos e regulamentação para a construção de infraestruturas de recarga e novos modelos de negócios para melhorar a recuperação de custos dos atores da cadeia de recarga e formuladores de políticas.

Abstract

For the last few decades, electric mobility has been a central theme of sustainable development efforts. Supporting sustainable transportation solutions is a crucial component in efforts to meet the decarbonization targets of various countries, including Brazil. However, without a comprehensive, high-performance charging infrastructure, it is impossible for the EV market to reach mass audiences, and it remains essential to identify the main business models adopted by actors along the value chain of public and private charging infrastructures. This study uses the Busines Model Canvas to propose two suitable business models for electric vehicle charging stations in Brazil. It considers the main actors of the charging infrastructure value chain: the Charging Point Operator (CPO), and the Electric Mobility Service Provider (eMSP). The viability analysis of the models is carried out in two Brazilian scenarios for electromobility during the 2022 to 2050 time horizon, and employs Cash Flow indicators (NPV, IRR, IL) in order to define what conditions must be met for the investment and installation of EV chargers to be profitable. The study demonstrates that only Electric Mobility Service Provider business model is viable in the alternative scenario, which includes the application of government tax incentive policies. It also demonstrates that the Charging Point Operator business model is not viable in any scenario due to the high costs of acquiring, installing, and operating the charging stations, and the price of energy. The analysis indicates the need for incentives and regulation for the construction of charging infrastructures and new business models to improve cost recovery for charging infrastructure actors and policy makers.

Data da defesa: 27/03/2023

Banca Examinadora

Orientador (a): Ana Paula Oening (Lactec)
Membro da Banca: Eduardo Kazumi Yamakawa (Lactec)
Membro da Banca: Débora Cintia Marcilio (Lactec)
Membro da Banca: James Alexandre Baraniuk (UFPR)

Palavra(s)-Chave:Modelo de Negócios; Eletroposto; Infraestrutura de recarga; Comercialização de energia; Recarga de VEs
Keywords: Business Model; Electric Charging Station; Charging Infrastructure; Energy Trading; EV Charging

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.